Senac promove ciclo de palestras “Cuidando da Saúde Emocional” para colaboradores


Publicado em : 03/08/2020 | por NCM - Fecomércio/Sesc/Senac | Agência Comércio

A psicológa Mônica define o momento atual vivido por todos como complexo do ponto de vista mental

O período de quarentena provocado pela pandemia do coronavírus trouxe profundas mudanças em toda a natureza de vida das pessoas. Seja na rotina de trabalho – onde muitos passaram, por necessidade, a praticar o home office –, seja nas relações interpessoais que muitas vezes mudaram para o ambiente digital, essas circunstâncias adversas suscitam estratégias de enfrentamento. E é justamente dessa preocupação com os colaboradores que o Senac promove o ciclo de palestras intitulado “Cuidando da Saúde Emocional”, realizando uma série de apresentações que tiveram início na última sexta-feira, 31 e vão até o dia 21/08, sempre com uma palestra por semana. Todo o evento, justamente pela questão da pandemia, está sendo transmitido pela plataforma Microsoft Teams, mesma que os alunos dos cursos usam em suas aulas atualmente.

O objetivo do evento é de que os colaboradores da instituição tenham momentos de reflexão referente a valorização do autocuidado da saúde mental, independentemente do nível hierárquico dentro do Senac Sergipe. Para isto, estão sendo realizadas diversas palestras, tanto com psicólogos quanto com um psiquiatra e também um educador físico, tudo o foco no bem-estar físico e, principalmente mental das pessoas.

 

Equilibrando as emoções


A primeira profissional a apresentar foi a psicóloga Mônica Silveira. Mestra em Saúde e Ambiente e Doutora em Ciências da Saúde, que apresentou na última sexta, 31/08, às 16h, a palestra intitulada “Ansiedade, ‘Quando o hoje não acontece”. Ela define o momento atual vivido por todos como “complexo” do ponto de vista mental, exigindo não só resiliência, como também uma boa saúde mental. “Existe, claro, uma condição que é para todos, isso gera um estado de ansiedade também natural deste momento. Contudo muitas pessoas já vinham com um processo de adoecimento mental (inclusive já com medicação controlada) e outras acabaram adoecendo com o contexto da pandemia da Covid-19”, recorda, frisando sempre que “cuidar da saúde emocional do trabalhador é, antes de tudo, uma ação preventiva”.

Mônica define também que, no quadro de pandemia que o mundo se encontra desde o início de 2020, várias questões foram surgindo. “No primeiro momento, o qual iniciou o distanciamento social – com o confinamento em si, da maioria da população – foi exigido que muitos parassem suas atividades profissionais ou as trouxessem para o home office. Outra situação que também eclodiu foi a do próprio temor de pegar a Covid-19, sendo que esta ainda vivemos”, discorre, lembrando que, posteriormente a isso, veio o que ela definiu como um “segundo momento”, onde, além do medo de pegar a doença surge também o temor pela perda do emprego.

“Associa-se o contexto do desemprego e o número de mortes para uma ansiedade muitas vezes maior, já que é extrapolado o limite daquilo que podemos classificar como normal, mais o estado de tristeza, que pode gerar fazer com que esse quadro evolua a um transtorno de humor, como o da depressão”, alerta, frisando que a atenção a todos os sinais é fundamental. “Estar atento aos sinais que o nosso emocional nos aponta, bem como o nosso corpo, pois ter saúde é fundamental para continuarmos trabalhando e tocando a vida. Parabéns ao Senac pela iniciativa!”, completa a psicóloga.

Precisamos pensar no bem-estar dos nossos colaboradores também, nesse momento díficil para todos nós, enfatiza a diretora



“A proposta veio dos nossos colaboradores do Recursos Humanos e achei de extrema importância nesse momento tão difícil para todos. Como ser humano, precisamos estar atento aos sinais que o nosso emocional nos mostra a si, aos colegas, amigos e familiares, mas no ambiente de trabalho essa atenção é essencial para passarmos bem e juntos por essa pandemia, que já tem trazido muito desgaste emocional por vários motivos que a própria psicóloga explicou. Nós do Senac, focamos também no bem-estar dos nossos colaboradores” enfatizou a diretora regional do Senac Sergipe, Priscila Felizola.

Próximas palestras

O evento continua na próxima sexta-feira, 07/08, às 16h, com a palestra da Psicóloga Transpessoal Suzana Andery, intitulada “A Importância do Autocuidado para a Saúde Mental”. Já na sexta-feira seguinte, 14/08, Às 20h será a vez do psiquiatra César Santiago apresentar a temática “O cuidado com a Saúde Mental no contexto da Pandemia”, e, completando o evento, no dia 21/08, às 18h, o educador físico Yuri Sampaio traz a apresentação “Mente Sã, Corpo Ativo”.

 

 

Tags:
Autor : NCM - Fecomércio/Sesc/Senac | Agência Comércio
Categorias : Notícias