Senac realiza palestra motivacional para instrutores e analistas de Aprendizagem Profissional

Os instrutores e analistas do Programa Aprendizagem Profissional de Qualificação do Senac Sergipe participaram de uma palestra diferente. O evento foi organizado pela gerência do Núcleo de Promoção Social e Relações com Egressos e Coordenação Pedagógica do Centro de Formação Profissional de Aracaju (CFP/AJU), com o intuito de partilhar conhecimentos, bem como para trabalhar o emocional, com a participação da psicóloga Priscila Menezes.

A palestra, que foi mediada pela equipe do Núcleo de Promoção Social e Relações com Egressos (NPRE), foi transmitida no dia 27 pela plataforma Microsoft Teams. Com participação de pessoas das cidades de Aracaju, Lagarto, Tobias Barreto e Itabaiana, as ações foram divididas em três momentos: a palestra, uma roda de conversa motivacional com a psicóloga e participantes e, logo depois, uma homenagem em forma de vídeo feita pelos alunos para os instrutores. Completando o evento, houve a musicoterapia, realizada pelos cantores Aneide, Ítalo e o tecladista Lázaro.

Valorizando os profissionais


Psicóloga Priscila Menezes

A gerente do NPRE, Marileide Martins, explica que o objetivo da palestra foi valorizar e potencializar as ações pedagógicas desenvolvidas pelos instrutores que atuam no Programa de Aprendizagem do Senac, bem como fortalecer a autoestima, a autoconfiança e evidenciar o equilíbrio emocional dia de dos desafios que o cenário atual da pandemia apresenta.

Marileide também exaltou a participação da psicóloga Priscila Menezes. “A participação dela foi de grande relevância. Ela falou sobre temas como desafios emocionais dos profissionais da educação na pandemia e estratégias para enfrentar os desafios contemporâneos na educação. Foi um momento dinâmico e interativo com bastante reflexão aos nossos participantes”.

Trabalhando o emocional

Priscila explica que, em sua palestra, buscou falar sobre os desafios emocionais dos professores na educação na pandemia e falar sobre as estratégias para enfrentamento aos desafios contemporâneos da educação. “Sugeri que fizéssemos uma roda de conversa virtual onde cada um trazia sua perspectiva de como está sendo lidar com essa educação virtual, suas dificuldades, como foi poder superar esses obstáculos da tecnologia na educação”, disse.

Ela conta que cada participante contou um pouco de sua vivência e destacou a rede de apoio criada entre eles. Segundo ela, todos se estruturam criando uma rede de apoio e conseguiram lidar de uma forma positiva sempre lidando essa questão do medo, da insegurança, ansiedade, do estresse, diante dessa nova situação. Quanto a isso ela destacou o apoio que o Senac deu aos profissionais, sendo como uma verdadeira família. “O Senac é uma rede que dá apoio e estrutura para os instrutores, e isso acaba se tornando algo mais leve. Eles veem o Senac e os colegas de trabalho como uma família. Não só a família de laços, mas a família que criamos quando vamos para uma instituição profissional. Muitos relataram dessa rede de apoio que tiveram nesse momento. Trazem também como foi fundamental os gestores e coordenadores trazerem essa participação tão ativa na vida desses instrutores”.

A psicóloga avaliou muito positivamente o evento, expressando gratidão. “O evento foi maravilhoso, trouxemos as emoções, vivências, relatos que são de extrema importância para cada um, para que seja transformado realmente na rede de apoio. Para mim foi uma honra participar desse evento. Agradeço à coordenação pedagógica, e a todos que fizeram esse evento se tornar algo maravilhoso como ele foi”, comentou.