Senac encerra com êxito Projeto de Orientação Profissional 2017


Publicado em : 28/11/2017 | por Helmo Goes | Agência Comércio



Alunos durante encerramento

“Me fez ter a certeza da carreira que quero seguir e descobrir novas coisas sobre a minha profissão”. Essa foi a análise de um dos alunos do Senac sobre o Projeto de Orientação Profissional desenvolvido ao longo de 2017 com os jovens do Programa de Aprendizagem. Conduzido pelo Núcleo de Promoção Social e Relações com Egressos, através do Banco de Oportunidades -Senac Carreiras, a iniciativa conta com a participação de psicólogos que auxiliam os alunos quanto a importantes decisões que eles precisam tomar nessa fase da vida. O encerramento do projeto tem reunido centenas de aprendizes e seus instrutores nos dias 28 e 30 de novembro, com um grande evento no auditório da instituição.

Hipácia conversa com alunos

“Criamos esse projeto com o intuito de ajudar nossos jovens aprendizes na descoberta da vocação, uma vez que eles são muito novos e já têm essa responsabilidade grande com tão pouca idade. Por meio de dinâmicas, orientações e outros trabalhos, nossos instrutores, que também são psicólogos, abordaram os diversos aspectos da carreira profissional, as vantagens e desvantagens, a questão financeira, o valor social, dentre outras, para que eles façam boas escolhas e evitem frustrações futuras. Mas, acima de tudo, orientamos que eles devem amar o que fazem, pois fica difícil ter sucesso profissional quando não se tem o que chamamos de vocação”, declarou Hipácia Nogueira, gerente do Núcleo de Promoção Social e Relações com Egressos, reforçando que o projeto será ampliado e levado aos demais cursos em 2018.

Os psicólogos e instrutores do Senac, José Paulo Araujo, Érica Chagas e Thaís Hagenbeck, foram os responsáveis por conduzir as atividades de orientação vocacional desde a implantação do projeto, no mês de julho. Segundo José Paulo, a ideia foi promover uma reflexão entre os alunos. “O projeto se propôs a ser uma sensibilização para os alunos que estão nessa fase do primeiro emprego. A grande maioria também está na adolescência e precisa fazer escolhas importantes na vida, referentes às questões vocacionais e profissionais. Então, a gente promoveu um processo de sensibilização a partir de algumas dinâmicas, da apresentação do mercado de trabalho e, acima de tudo, de um processo de auto responsabilização. Pois a gente não diz o que o aluno vai fazer. Ele vai no caminho dessa construção, descobrindo o que mais o atrai, quais as possibilidades que ele tem”, explicou o psicólogo.

“Muitos deles são influenciados pela família, pela sociedade, a questão de ter uma profissão de uma rentabilidade alta, que tenha um valor social, mas aí satisfação pessoal também deve ser considerada. Então, o objetivo é que esses alunos comecem a pensar que eles são capazes de se apropriar disso, de se responsabilizar por essas escolhas”, concluiu José Paulo.

Thais Hagenbeck conversa com aprendizes

Para Rafael David, aluno do Programa de Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços Administrativos, as conversas e atividades com os psicólogos serviram para ele tivesse certeza sobre qual caminho seguir. “Eu sempre gostei de cuidar de pessoas e, depois do projeto de orientação profissional, eu tive a certeza de que devo seguir pela área de saúde. Sem dúvidas, as orientações me ajudaram a ter convicção da minha escolha pela carreira de enfermeiro”, disse o aluno.

O jovem aprendiz do Senac, João Antônio Batista, disse que o projeto proporcionou bons momentos aos alunos. “Eu e meus colegas nos tornamos mais participativos, passamos a gostar mais do curso. Para mim, vir ao Senac se tornou um momento prazeroso, de relaxamento, em que eu esquecia um pouco a pressão de casa e do trabalho. Os psicólogos nos deixaram muito à vontade com todas as atividades que nos trouxeram”, afirmou João.

Os instrutores também perceberam os benefícios do projeto de orientação profissional. “Eles realmente têm muitas dúvidas, e o projeto chegou para ajuda-los quanto às escolhas profissionais, principalmente agora com um mercado de tão vasto, com tantas possibilidades. Então os psicólogos trabalharam muito bem isso com eles e é muito gratificante quando eles nos dão um retorno positivo”, disse a instrutora Karen Prata.

Dinâmica com alunos durante encerramento

Programa de Aprendizagem

Para participar do Programa de Aprendizagem é preciso que o jovem tenha entre 14 e 24 anos, seja matriculado no ensino fundamental ou ensino médio (frequentando a escola), encaminhe seu currículo a empresas, tais como supermercados, lojas de departamento, hospitais, hotéis, etc.

A empresa fará seu próprio processo de seleção e encaminhará ao Senac para ingresso no Programa de Aprendizagem Profissional Comercial.

Mais fotos aqui.


Autor : Helmo Goes | Agência Comércio
Categorias : Notícias