Publicado em : 31/07/2018 - Por : Helmo Goes

Senac e Sebrae firmam parceria para difundir empreendedorismo entre alunos


O Senac e o Sebrae assinaram nessa terça-feira, 31, um termo de cooperação técnica para fomentar a cultura empreendedora junto aos alunos do ensino profissionalizante.  Por meio da parceria, 1.200 estudantes serão beneficiados, até junho de 2019, com a inclusão da disciplina ‘Empreendedorismo para a Educação Profissional’ na grade curricular dos seus cursos.

Para viabilizar a oferta dos conteúdos, o Sebrae irá capacitar, a partir do mês de agosto, os primeiros 25 instrutores do Senac que irão ministrar as aulas. Eles participarão, ao longo de seis semanas, de um curso à distância, com duração de 48 horas, sobre empreendedorismo e formação profissional. Todo esse processo será acompanhado por tutores especializados no tema.

A ideia é que, a partir do mês de outubro, os alunos possam ter acesso aos novos conhecimentos. A disciplina será oferecida em seis módulos, com quatro horas de duração cada, e terá como foco o desenvolvimento do plano de vida e da carreira, abordando questões como o tempo e a trajetória de vida do estudante, a transformação de desejos em oportunidade, planejamento e o aproveitamento dessas oportunidades.

“Estamos buscando oferecer uma nova perspectiva a esses jovens, mostrando que empreendedorismo também pode ser um caminho a ser trilhado em suas respectivas carreiras. Queremos ajudar a formar uma nova geração de empresários de sucesso e o primeiro passo para concretizar esse desejo é investir em sua formação”, destaca o superintendente do Sebrae, Emanoel Sobral.

Novos instrutores

Até fevereiro do ano que vem outros 23 instrutores também serão contemplados com o repasse da metodologia. Segundo o diretor regional do Senac, Paulo do Eirado, a parceria representa um importante passo para a formação dos jovens sergipanos.

“O empreendedorismo é algo que precisa ser disseminado, pois ele pode servir como um grande incentivo para que as pessoas consigam concretizar seus sonhos. Esperamos que todo esse trabalho ajude a formar novos talentos e que possamos, em breve, beneficiar um número ainda maior de estudantes”.

A opção por empreender tem se tornado cada vez mais comum entre os jovens brasileiros. Dados do relatório executivo Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizado no Brasil pelo Sebrae em parceria com o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), mostram que cresceu em 2017 o número de empreendedores entre 18 e 34 anos que estão envolvidos na criação do próprio negócio.

São 15,7 milhões de jovens que estão levantando informações para ter um negócio ou que já têm empresa com até três anos e meio de atividade, um aumento de 7 pontos percentuais, na participação relativa, na comparação com 2016.

Os números revelam ainda que um em cada três adultos brasileiros, entre 18 e 64 anos, é empreendedor ou está envolvido na abertura do próprio negócio.  O percentual de brasileiros que empreendem por oportunidade também aumentou, de 57% para 59%,

Com informações do Sebrae Sergipe.