Reinserção: Senac capacita dependentes químicos em tratamento


Publicado em : 27/03/2018 | por Helmo Goes | Agência Comércio



O Senac Sergipe concluiu mais um importante passo na ressocialização dos dependentes químicos atendidos pelo Centro Terapêutico Recomeçar. Nesta semana, 15 dos 32 residentes receberam o certificado de conclusão do curso de Culinária Trivial, cujas aulas tiveram início no dia 05 de março. Este foi o segundo curso realizado pelo Senac dentro da casa de reabilitação, e estão previstos outros quatro títulos nos próximos meses, frutos de um acordo firmado entre o presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, Laércio Oliveira, e o diretor do Centro Terapêutico, Jorge Gomides.

O diretor enalteceu a parceria com o Senac e a importância dos cursos profissionalizantes na ressocialização dos dependentes químicos. “É uma parceria muito importante e nós ficamos muito gratos ao Senac, à Fecomércio, através de Laércio Oliveira, pela confiança. É um programa que ajuda muito à reinserção social desses pacientes após a internação. Durante o período em que eles estão a receber os cuidados com a saúde, também aproveitam para aprender um novo ofício, o que possibilita que eles retornem não apenas para o convívio com a família, mas também para o mercado de trabalho”, declarou Jorge Gomides.

Curso de Bombons e Trufas foi o primeiro realizado na entidade

“A gente tem visto a necessidade dessas pessoas e a forma como elas abraçam essa oportunidade para que, saindo dessa situação, elas possam ter seu trabalho, montar seus negócios. O Senac se sente muito feliz em participar da reabilitação e ressocialização dessas pessoas, pois isso faz parte da nossa missão. A gente vê que as aulas funcionam como uma terapia, e que eles se sentem motivados, valorizados e também descobrem novas habilidades”, disse Hipácia Nogueira, gerente do Núcleo de Promoção Social e Relações com Egressos do Senac.

Centro Terapêutico

O Centro Terapêutico Recomeçar iniciou as atividades há cerca de quatro anos, mas, recentemente, mudou de endereço, passando a ocupar duas unidades em Aracaju: uma para o público masculino, localizada no bairro Atalaia, e outra feminina, situada na Aruana.

Conta com uma esquipe multidisciplinar, composta por psiquiatra, psicólogo, terapeuta, fisioterapeuta, nutricionista, educador físico, todos capacitados e especializados em tratamentos em dependência química, além de monitores e coordenadores técnicos, também especializados, dependentes químicos em recuperação.

A entidade desenvolve, ainda, um programa especial para as famílias, pois acredita que elas sejam importantes no processo de recuperação dos dependentes.

 


Autor : Helmo Goes | Agência Comércio
Categorias : Notícias