Publicado em : 08/08/2018 - Por : Helmo Goes

Público conhece novo AppleLAB do Senac Sergipe


Paulo do Eirado, Rogério Torres e Maurício Oliveira

Na tarde da última terça-feira, 07 de agosto, o AppleLAB do Senac Sergipe foi apresentado ao público. O novo ambiente pedagógico é totalmente equipado com computadores de alto desempenho iMac, e traz o que há de mais sofisticado em computação gráfica. Antes da visitação, o público assistiu à palestra ‘Dezaini – Desmistificado’, na qual o professor e designer visual Rogério Torres procurou desconstruir estigmas que cercam a profissão e o profissional do design gráfico.

Para montar o AppleLAB, o Senac Sergipe realizou investimentos na ordem de R$ 400 mil. A partir do dia 13 de agosto, novos títulos serão ofertados neste ambiente tecnológico de aprendizagem, a começar pelos cursos de Formação Adobe e Editoração; Formação Adobe Vídeo: Premiere Pro, Encore e After Effects; e Desenvolvimento de Jogos Mobile e Desktop 2D e 3D. Na sequência, em 24 de setembro, terão início os cursos de Edição de Vídeo para Redes Sociais; Criação e Construção de Marcas; e Modelagem para Animação e Impressão 3D. Já no dia 15 de outubro começam as aulas de Design de Embalagem. Saiba mais aqui.

“É um investimento que colocamos à disposição da sociedade, principalmente para aqueles que trabalham usando essas ferramentas modernas. E nós queremos fazer daqui um ambiente para a inovação, para fomentar o design, a produção da indústria criativa, para a editoração de um modo geral. Entendemos que esse mundo da informática, da automação, perpassa por todas as profissões, e com essa intenção investimos nesse laboratório e em muitos outros que virão exatamente para que possamos acompanhar a dinâmica econômica, os incrementos que acontecem no mercado e que o Senac continue sendo uma referência em educação profissional como sempre foi”, declarou Paulo do Eirado, diretor do Senac Sergipe.

Rogério Torres também foi só elogios ao laboratório. “É um passo muito importante no caminho do amadurecimento do mercado do design gráfico de Sergipe. Pelo que percebo em quase 20 anos de experiência nessa área, ainda existe um buraco a ser preenchido a caminho da profissionalização. O AppleLAB do Senac contribui para preencher essa lacuna, no sentido de que os estudantes podem aprender a manipular um outro sistema operacional, muito mais intuitivo, seguro e firme. Podem entrar em contato com outro tipo de hardware, que são os computadores iMac do laboratório”, declarou.

Equipe do Senac

Torres também evidenciou as qualidades dos computadores da Apple. “Trabalho com essas máquinas desde 2012 e costumo dizer que lidar com elas diariamente serve como inspiração para trabalhar melhor. São equipamentos profissionais. Muitos colegas atuantes na área trabalham com equipamentos como esses. Muitas agências de publicidade, por exemplo, têm esses computadores em seus núcleos de criação. E existe a questão da segurança. O sistema operacional e o hardware são muito bem integrados, porque foram fabricados pela mesma indústria, e isso dá uma super segurança no dia a dia. São máquinas que respondem na hora que a gente precisa”, ressaltou o professor.

Profissionalização

Richard Mayer (esquerda)

Richard Mayer se apresenta como “designer autônomo”, mas tudo o que ele sabe sobre a profissão, aprendeu em vídeos tutoriais na internet. Percebendo que um curso profissionalizante fará a diferença em sua carreira, abrindo portas para o conhecimento e novas oportunidades de trabalho, o jovem matriculou-se em um curso no Senac com a motivação de assistir às aulas no novo AppleLAB. “São máquinas que a gente não encontra facilmente em nosso estado. A estrutura é ótima, os computadores são de ponta. O laboratório é bem atrativo, assim como a relação custo-benefício”, avaliou o rapaz.