Alunos desenvolvem atividade na Passarela das Flores, no Mercado Central de Aracaju


Publicado em : 14/10/2016 | por Helmo Goes | Agência Comércio



Descrição da imagem. Foto horizontal de um grupo de jovens olhando para a frente e sorrindo num local aberto com toldo azul ao fundo e banner do Senac do lado direito. Ao centro da imagem, uma mesa retangular com forro azul, à frente, 4 moças com blusa e meia-calças brancas, saia de tela roxo e rosa e coroa de flores na cabeça, com os braços abertos e as palmas das mãos para cima. Atrás da mesa, jovens do sexo masculino e feminino com camisa azul e avental branco com estampas rosa, alguns com coroa de flores na cabeça. Fim da descrição.Alunos do curso Técnico em Eventos do Senac, órgão integrante do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, realizaram uma prática pedagógica na Passarela das Flores, localizada no Mercado Central de Aracaju. O objetivo foi dar mais visibilidade aos produtos comercializados no local e ao trabalho das floristas, bem como chamar a atenção da clientela e impulsionar as vendas.

Segundo a instrutora Ismênia Lima, o projeto “Florescer” teve início com uma pesquisa de campo realizada pelos alunos com as vendedoras e clientes. Baseados nessas entrevistas, eles propuseram algumas mudanças no local. “Primeiramente, os alunos fizeram uma limpeza na passarela, usando cloro e sabão em gel, pois a questão de higiene foi apontada na pesquisa. Depois, promoveram uma reorganização das bancas de flores, usando caixotes, garrafas de plástico, latas de leite em pó, tecido TNT e malha, ou seja, materiais baratos e de fácil acesso e que deixaram o local mais atrativo para o público”, explicou.

Descrição da imagem. Foto horizontal de vários baldes brancos grandes com diversas flores dentro, cada balde com um tipo e cor de flor. Ao centro, uma mulher sorridente segura um buquê de flores vermelhas. Fim da descrição.
A florista Ziani Góes

Para chamar ainda mais a atenção da clientela, os estudantes levaram um saxofonista, responsável pela música ambiente, e fizeram curtas apresentações de balé com alunas vestidas de borboletas. “Preparamos um verdadeiro evento para dar mais visibilidade à Passarela das Flores, que muitas pessoas não conhecem e outras até sabem onde fica, mas não costumam comprar aqui. E estamos fazendo isso com total satisfação, pois é muito gratificante quando conseguimos realizar aquilo que planejamos, sobretudo quando se trata de fazer o bem ao próximo”, declarou a aluna Márcia Pereira.

As mudanças propostas pela turma, bem como o evento promovido, agradaram em cheio à florista Ziani Góes. “Achei ótima atividade que os alunos do Senac vieram desenvolver, pois vai ajudar a divulgar o nosso trabalho. Muitas pessoas vêm o Mercado como última opção para comprar flores. Elas não sabem que nós fazemos arranjos, entregas, decoramos igrejas e festas em geral, sem falar na qualidade do nosso produto e dos preços mais em conta”, disse a vendedora.

Descrição da imagem. Foto horizontal de um corredor com flores nas laterais, chão quadriculado e teto de toldo arredondado na cor verde. Uma moça de blusa justa e escura e saia rodada verde está no meio do corredor e outras pessoas no local olham para ela. Fim da descrição.Cobertura
Em parceria com os alunos de Eventos, a turma do curso Técnico em Rádio e TV realizou a cobertura completa da atividade. “Atendendo a um convite da professora Ismênia, solicitei que os alunos de Rádio e TV assistissem a uma aula da turma de Eventos para ficarem por dentro do projeto. Para esta ação, eles foram divididos em grupos, e alguns farão a locução do evento, outros farão o registro fotográfico, e também serão feitas entrevistas e matérias tanto para o rádio quanto para o vídeo”, explicou o instrutor Márcio Alexandre.

O aluno José Salomé fez parte do grupo responsável pela produção, que foi antes à Passarela das Flores recolher informações para os colegas. “Por meio dessa pesquisa descobrimos há quanto tempo elas vendem flores, por qual motivo entraram para o ramo, qual a idade delas e qual o mercado fornecedor dos produtos. Passamos essas informações para a equipe de redação, que preparou um texto para os repórteres e locutores. Sem dúvidas, foi uma boa oportunidade para aprender sobre a profissão, mas a possibilidade de ajudar em uma transformação social é o mais gratificante deste projeto”, disse Salomé.


Autor : Helmo Goes | Agência Comércio
Categorias : Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*